top of page

VOCÊ CONHECE OS VERDADEIROS SEGREDOS DA MOULAGE FRANCESA?




Hoje estava pensando em um conteúdo interessante para trazer pra vocês e lembrei que eu queria falar mais sobre o curso e algumas curiosidades, uma delas é porque o curso chama "os segredos da Moulage francesa" e quais são esses segredos.

Quando decidi fazer o curso on-line em 2020, o nome era Moulage Fácil, pois meu intuito era que todos vissem a Moulage como de fato ela é: uma técnica fácil, simples e intuitiva.


Também queria que todos tivessem acesso a técnica, pois anteriormente não existiam tutoriais no YouTube e tampouco ela era divulgada como técnica para qualquer tipo de roupa.


Ela era uma técnica vista como especial para quem faz moda festa ou para estudantes de moda, que tinham acesso a disciplina e aos manequins. E eu pensava, nossa, quantas costureiras e modelistas, que tem manequins em casa, poderiam se beneficiar dessa técnica?


Então veio a ideia de explorar o nome segredos e que aliás, são verdadeiros segredos que não estão disponíveis por ai. Eles são as técnicas que eu procurava em livros, blogs, YouTube... instagram de contas internacionais e que não foram fáceis de serem encontrados.


E são essas técnicas que eu vou citar aqui e exemplificar pra vocês:


Um dos "segredos” iniciais é sobre os fitilhos, eles são travados e não empurrados com o alfinete. Experimente apenas empurrar os fitilhos no seu manequim pra ver como fica? Ainda sobre os fitilhos é importante escolher o tamanho certo de fitilhos, eles devem ser finos. Outro detalhe é a fita, aqui no Brasil não temos o cadarço apropriado, porém na França existe um material específico para fazer a marcação do fitilho, que chama bolduc pour patronage.


As marcações devem ser feitas no manequim, já que elas conferem a qualidade do molde. As básicas são as linhas verticais, para delimitar o meio do manequim e as horizontais, tais como linha do busto, linha da cintura e a linha do quadril.


Outro segredo de ouro é a alfinetagem. Aqui no Brasil ensinam a alfinetar de forma completamente errada. Também neste quesito existe uma forma correta e cuidadosa para fazer a alfinetagem tanto no manequim, quanto após, quando finalizamos a tela. Outro equívoco relacionado a alfinetagem, é a quantidade de alfinetes: normalmente enchem a tela de alfinetes e essa não é a forma correta.


Outra técnica que já procurei em livros, na internet e por todos os lugares é a réglage. Ela é a parte final da Moulage depois que tiramos a rela. Eu particularmente costumo pular essa etapa, pois já na Moulage fazendo da forma correta, meus moldes sempre dão certo. Mas para quem quer ainda mais precisão, o correto ainda é fazer essa etapa, que é feita após a planificação.


O molde é retirado do manequim, as linhas são corrigidas e após, se necessário fazemos uma espécie de compensação na tela. Dividimos algumas medidas entre as telas.


Essa técnica eu só vi no curso que fiz na Escola do sindicato de Alta costura Parisiense, aqui no Brasil nunca ouvi falar na técnica nem no termo.


Esses são alguns dos principais segredos que só são compartilhados por quem teve a oportunidade de beber diferentemente na fonte, seja através do meu curso, aulas com a professora Ana Laura, ou estudando diretamente em Paris.


Espero que esse conteúdo tenha te auxiliado a entender um pouco mais sobre o diferencial desta requintada técnica.

Um beijo e até o próximo post.


Comments


    bottom of page