top of page

AS REGRAS DO FITILHO FRANCÊS



Como vocês sabem, a moulage feita na França tem suas regras bem definidas e são seguidas pelos profissionais, seja nos cursos preparatórios ou nos ateliers de Alta Costura.


Essas regras são importantes pois no processo de desenvolvimento de um molde usando a moulage, o modelista, ou melhor - o moulagista, desenvolve o molde com todas as informações importantes para posteriormente passar para o próximo profissional que transformará aquele molde em roupa. Então todos esses códigos são necessários e são interpretados por todos.


E para começar, é importante que você conheça a importância do fitilho do manequim. Sabia que na França existe um material específico para fazer o fitilho? Ele se chama bolduc, e é uma espécie de tira trançada, semelhante a um cadarço. Em Paris ele é vendido nas cores preta, vermelha e azul, especialmente para essa função de fazer o fitilho no manequim. Tanto é que você pode chegar em um armarinho e pedir por "bolduc pour patronage".


Aqui no Brasil usamos a fita de cetim, por ter a medida similar ao do bolduc, ou ainda, há quem prefira utilizar o soutache por ser de uma gramatura maior, o que facilita na hora de trabalhar, já que você consegue ir "tateando" e sentindo o fitilho por baixo do manequim.


Outra particularidade do fitilho francês são as cores: normalmente utilizam as linhas do fitilho da marcação vertical representado pela cor vermelha.


Da mesma forma, ao fazer a representação na tela, ele segue com essa regra, no centro da frente e centro das costas da tela marcada, seguimos a regra de fazer a marcação com a cor vermelha.


Para as identificações das linhas horizontais, pode ser feita com as cores azul ou preta. Tanto faz! Porém se o modelo a ser desenvolvido tiver recortes extras, nesse caso é usado uma outra cor de fitilho.


Então, por exemplo, se a linha do busto, da cintura e do quadril forem representadas pelo fitilho preto, as linhas de estilo de uma peça específica ou recorte, neste caso, será representada pela cor azul.


Da mesma forma na correção da tela, a cor da caneta é representada pela cor do fitilho. E caso aconteça um erro ou correção na tela, uma outra cor de caneta será usada.


Essa organização das cores facilita o processo na hora de fazer o molde, pois conseguimos fazer uma leitura rápida de cada linha. Quando já estamos habituados com essas nomenclaturas, conseguimos fazer as análises nas telas quando assistimos os documentários de Alta Costura, tudo passa a fazer sentido!


Adote você também essas regras na hora que estiver fazendo o seu molde e perceba o quanto esse detalhe pode fazer diferença na hora que você estiver fazendo a correção das linhas e das medidas. Sao os pequenos detalhes que depois fazem uma grande diferença! Experimente e depois me conta o que achou!


Kommentare


    bottom of page